Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Quem nunca teve dúvidas de como combinar cores,  que atire a primeira pedra! Afinal, essa questão exige mais do que bom senso, ela requer conhecimento. 

Um desses conhecimentos é sobre o círculo cromático, o elemento-chave desse processo. Esse circulozinho mágico causa arrepios em quem não conhece o tema a fundo, mas entendê-lo é mais fácil do que imagina.

No decorrer deste texto, você saberá mais sobre ele e entenderá como combinar cores com maestria. Preparado? Então, vamos lá!

Como combinar cores pensando no círculo cromático? 

Na infância, todos nós aprendemos que as cores primárias (que não precisam ser criadas através de misturas) são azul (ciano), vermelho (magenta) e amarelo. Da mistura delas, geramos as cores secundárias e terciárias. E quando misturamos todas elas, obtemos a cor preta. Ou seja, é um sistema de cores subtrativo.

Hoje sabemos que, apesar dessa teoria ser válida para a cor-pigmento (aquelas que são criadas com tintas), ela não serve para a cor-luz.

Mas o que seria a cor-luz?

A cor-luz é aquela que sai das telas de computador, televisão e outros dispositivos. As cores básicas, diferente da cor-pigmento, são vermelho, verde e azul e a soma delas resulta na cor branca. Ou seja, é um sistema de cores aditivo.

comocombinarcores1 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Para que saber isso? 

O motivo de entender sobre estes sistemas de cores é simples. Quando você utiliza cores para serem impressas, o sistema utilizado vai ser diferente do sistema usado pela tela de seu computador. 

Portanto, sempre haverá uma diferença, por menor que seja, entre as cores de uma tela e as cores de seu monitor. É por isso que designers geralmente pedem um pré-teste de impressão (chamado prova de cores) para verificar se a cor física se assemelha àquela que ele pretendia na tela do computador.

E tem mais! Cada monitor é calibrado de uma maneira diferente, e apesar de alguns serem mais fiéis às cores impressas, a maior parte não é! Portanto é teoricamente impossível que uma marca mantenha uma escala de cor 100% igual em todas as suas aplicações.

Mas, calma! Muitos desses “desvios de cor” são praticamente imperceptíveis para boa parte das pessoas e, mesmo que não exista a precisão perfeita de cores, é possível, sim, manter uma similaridade que já serve à proposta de seu branding.

Confira também:

O que são cores quentes e frias?

Em nossa escala de cores, temos dois tipos de matizes: as quentes e frias.

Cores quentes passam a ideia de calor e vitalidade. Elas ajudam a despertar o apetite, chamam atenção e dão a ideia de movimento e jovialidade. 

Portanto, se seu negócio tem relação com alimentação ou se dirige a um público jovem, talvez seja uma boa ideia utilizar tons quentes para reforçar esta ideia! As cores quentes são: amarelo, vermelho e laranja.

Cores frias são mais “calmas”, trazem a ideia de tranquilidade e constância. Elas são ideais para negócios que trabalham com a ideia de estabilidade, que exigem concentração e relaxamento por parte dos clientes. 

Cursos, consultorias financeiras e instituições que lidam com a saúde são bons exemplos de empresas que podem se beneficiar com o uso das cores frias. As cores frias são: azul, violeta e verde.

comocombinarcores2 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Como combinar cores na prática?

Agora que você já entende o básico sobre as cores, é hora de colocar a mão na massa e brincar com as possibilidades! 

Como todo mundo já sabe, a mágica das cores está nas possibilidades de combinações entre os diferentes matizes e tons! Aqui vamos explorar alguns esquemas que são amplamente utilizados na comunicação visual e que podem ser aplicados sem medo de erro!

Como combinar cores monocromáticas?

Usando apenas as variações de tonalidade de uma cor, você cria uma combinação harmoniosa em seu material. 

Este tipo de uso de cor pode ajudar a reforçar o branding do seu negócio e gera uma sensação de coesão. Lembrando que a impressão final vai depender da cor utilizada: caso utilize tons de azul, a ideia vai ser de calma e frio, enquanto o vermelho vai remeter a movimento e calor.

comocombinarcores3 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Uma dica: utilize o branco ou o preto para complementar os tons monocromáticos, sempre privilegiando a combinação que der melhor leitura.

Como combinar cores análogas? 

Cores análogas são as vizinhas no círculo de cores. Esta é uma combinação harmoniosa e mais interessante que a monocromática. Porém, ela não cria uma ideia de vibrância tão grande, pela similaridade entre as cores. 

É uma solução que transmite uma sensação de calma. Tome cuidado para não misturar as cores quentes com as frias e não exagerar nas combinações – até 3 já é o ideal!

comocombinarcores3 1 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Como combinar cores complementares?

Quem nunca ouviu dizer que os opostos se atraem? Nas cores, funciona assim também! 

Cores em posições opostas no círculo cromático são chamadas de “cores complementares”. Esta combinação é dinâmica e passa uma ideia de contraste. Tome cuidado para não exagerar na vibrância! Opte por sobrepor cores com tonalidades diferentes para evitar que o resultado fique “doendo a vista”.

comocombinarcores4 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Como combinar duas cores com suas complementares?

O quadrado de 90º é uma combinação de duas cores com suas complementares. É uma mistura divertida que confere um ar de dinâmica e vivacidade, mas deve ser usada com cautela porque quanto mais cores você usa, mais complicado se torna harmonizar tudo!

comocombinarcores5 - Como combinar cores: TUDO o que você precisa saber para criar materiais incríveis

Se você quer realmente harmonizar suas cores, contar com uma plataforma de elevada qualidade que permita que você teste diferentes tipos de tonalidades na criação de seu material representa uma boa ideia, certo?

Para isso, existe a Trakto, uma plataforma de edição visual que, além de milhares de templates, traz uma forma intuitiva e fácil para que você desenvolva suas criações digitais e impressas experimentando diversas cores e avaliando a aplicabilidade de cada uma delas dentro do seu processo criativo. 

Quer mais? Pois você não precisa pagar nada para usar a Trakto, uma vez que a plataforma tem uma versão totalmente gratuita. Isso mesmo, free total, sem pegadinhas. 

Agora não tem mais desculpa, né? 😝 Faça um teste e explore todas as funções da ferramenta!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este post foi útil para você?

Média: / 5.

Obrigado pelo feedback!

Já segue a Trakto nas redes sociais?